Início » Europa » França » Versalhes » Como é a visita ao Gigantesco Palácio de Versalhes, França

Como é a visita ao Gigantesco Palácio de Versalhes, França

Share on facebook
Compartilhar
Share on twitter
Tweetar
Share on pinterest
Salvar
Share on whatsapp
Enviar

O Palácio de Versalhes é um gigantesco castelo real, um dos mais famosos do mundo, localizado à poucos minutos de Paris. Declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco, o palácio possui uma imponente arquitetura e une cultura e história em um dos passeios mais requisitados da França.

Visitar o Palácio de Versalhes é vivenciar um pouco da história da França, é ver a grandiosidade de um dos símbolos da monarquia absolutista francesa, é um passeio que não pode faltar em seu roteiro. Se você vai ficar pelo menos 3 dias em Paris, agende a visita ao Palácio e reserve pelo menos uma parte do dia na baixa temporada, ou um dia inteiro na alta temporada.

História do Palácio de Versalhes

Construído a partir do ano de 1664 pelo rei Luís XIV, o Palácio de Versalhes foi modelo de residência real na Europa. Entre 1682 e 1789, o Palácio foi o centro do poder do Antigo Regime da França. A partir de 1789, o palácio deixou de ser sede oficial do poder e se tornou Museu da História da França.

O Palácio de Versalhes era considerado o maior palácio da época e atualmente está entre os maiores. Para se ter uma ideia do tamanho do Palácio, este possui nada menos que 2153 janelas, 67 escadas, 352 chaminés, 700 quartos, 1250 lareiras e mais de 800 hectares de jardins.

Palácio de Versalhes - França

Como chegar

Para chegar ao Palácio, você poderá ir de ônibus ou metrô e a viagem dura cerca de 40 minutos. É claro que, se você optar pelo metrô você economizará alguns Euros. Pegue o metrô da linha RER – letra C e desça na estação “Versailles Rive Gauche” pela porta frontal, atravesse a rua e vire a direita. Após andar umas duas quadras, você chegará até uma rua larga e , à sua esquerda, você avistará o portão do Palácio, de ouro com a estátua de Luis XIV um pouco à frente.

Palácio de Versalhes - França
Palácio de Versalhes - França

A visita ao Palácio de Versalhes

Admirado por cerca de 8 milhões de turistas todos os anos, a visita ao palácio percorre uma infinidade de ambientes com grande riqueza artística como a Enorme Capela, os aposentos do Rei e da Rainha e a Galeria dos Espelhos, local de suma importância por ser o lugar onde foi assinado, em 1919, o Tratado de Versalhes, que deu fim à Primeira Guerra Mundial.

Transformado em museu em 1837, o Palácio de Versalhes está dividido em 5 galerias: a Galeria da História do Palácio, a Galeria das Batalhas, o Apartamento das Damas, as Salas Louis XIV e os Grandes Apartamentos. Com mais de 300 anos de história, o palácio impressiona pela grandiosidade e pelos ambientes luxuosos.

Palácio de Versalhes - França
Palácio de Versalhes - França
Palácio de Versalhes - França
Palácio de Versalhes - França

A visita aos jardins do Palácio

Os impressionantes jardins do Palácio de Versalhes se estendem por uma área de mais de 800 hectares com diversos tipos de plantas e árvores, além de estátuas, canteiros, bosques, lagos e fontes. Criado pelo paisagista André Le Nôtre que trabalhou durante anos para o Rei Luís XIV, o projeto demorou décadas para ser finalizado e possui um estilo simétrico que encanta, por tamanha perfeição e beleza.

É impossível conhecer todo o jardim com apenas uma visita, devido a sua grandiosidade. Durante o inverno, boa parte dos jardins ficam fechados e algumas obras são cobertas para evitar o desgaste com a neve, atente-se a isso.

Parc du Château de Versailles - França
Palácio de Versalhes - França
André Morato no Parc du Château de Versailles - França
Palácio de Versalhes - França
André Morato

Algumas áreas do jardim merecem destaque como o Domínio de Maria Antonieta, lugar onde a esposa de Luís XVI desfrutava de uma vida simples e o Grand Trianon, um palácio de mármore rosa (pago à parte).

Ingresso para o Palácio de Versalhes

O ingresso pode (e vale a pena) ser comprado com antecedência pela internet, assim, você evita a fila de compra de ingressos e pega somente a fila para entrar. A visita ao interior do Palácio possui um audioguia, com áudio em Português (de Portugal), que ajuda a entender um pouco da história.

O Palácio só abre as 9h mas os jardins do palácio abre às 8h, então se quiser chegar mais cedo e começar a visita pelos jardins é uma boa opção. Chegue o mais cedo possível para conseguir realizar a visita em apenas uma parte do dia e não perder muito tempo no Palácio.

Palácio de Versalhes - França
André Morato no Parc du Château de Versailles - França

O Palácio funciona de terça à domingo, sendo de quarta à sexta feira os dias menos movimentados. O ingresso custa 18 € e dá direito à visitar o Palácio, os jardins e as exposições temporárias. Para visitar também o Grand Trianon nos jardins do Palácio, é necessário comprar o ingresso com acesso total. (Compre aqui)

Dicas

Como fui durante o inverno , os jardins do Palácio estavam com uma parte fechada, então consegui fazer o passeio durante uma manhã. Se você pretende curtir os jardins, andar de bicicleta, caminhar ou relaxar, considere reservar um dia inteiro para curtir tudo com calma.

Caso esteja visitando o Palácio durante a alta temporada, reserve bastante paciência  😕 pois o local costuma ficar bem cheio, lembre-se, estamos falando de um dos palácios mais famosos do mundo.

Palácio de Versalhes - França

Antes de embarcar para a França, compre o seu seguro viagem, além de ser obrigatório ele te ajuda em várias situações desagradáveis que podem vir a ocorrer durante a viagem como extravio de bagagens e despesas com problemas de saúde. A Real Seguro Viagem faz cotação nas melhores seguradoras e você define qual a melhor opção.

Viagem realizada em outubro de 2010

AQUI COMEÇA A SUA VIAGEM:

🏨 Reserve HOTÉIS com o BOOKING

🚙 Alugue VEÍCULOS com a RENTCARS.

👨‍⚕️ Faça um SEGURO com a REAL SEGURO VIAGEM.

✈️ Compre PASSAGENS AÉREAS com a PASSAGENS PROMO.

🎫Compre INGRESSOS com a GET YOUR GUIDE e a TourOn.

🛬 Solicite INDENIZAÇÕES com a RESOLVVI.

André Morato
André Morato
Nasci em Divinópolis, interior de Minas Gerais, onde moro atualmente. Sou solteiro, colunista, blogueiro, viajante, designer gráfico, agente de turismo... (Oferecimento: Bombril. 1001 utilidades!). Apaixonado por viagens e por fotografia. Viajei para vários lugares no Brasil e no mundo mas confesso, tem muita coisa que ainda quero conhecer. Criador e editor deste blog. Saiba mais...

2 respostas

    1. Agora eu quero voltar lá na primavera, os jardins devem ficar lindos. Parabéns pelo tópico, que ficou super completo, e pelo blog! Obrigado pela visita!

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Busca no Blog

Sobre o autor

André Morato

André Morato

Sou digital influencer, designer gráfico, blogueiro, viajante e criador e editor deste blog, além de fotógrafo nas horas vagas.  Apaixonado por viagens, fotografia e gastronomia, mantenho, além deste blog, um perfil de gastronomia na minha região (O Casal de Divi) junto com minha namorada.

POSTS EM DESTAQUE

Assine nossa newsletter

Cadastre-se em nossa Newsletter para receber novidades do blog e dicas para as suas próximas viagens!

últimas postagens

fazemos parte

Busca no Blog

Sobre o autor

André Morato

André Morato

Sou digital influencer, designer gráfico, blogueiro, viajante e criador e editor deste blog, além de fotógrafo nas horas vagas.  Apaixonado por viagens, fotografia e gastronomia, mantenho, além deste blog, um perfil de gastronomia na minha região (O Casal de Divi) junto com minha namorada.

POSTS EM DESTAQUE

Assine nossa newsletter

Cadastre-se em nossa Newsletter para receber novidades do blog e dicas para as suas próximas viagens!

últimas postagens

fazemos parte