Início » Brasil » Rio de Janeiro » Petrópolis » Catedral de São Pedro de Alcântara, a Catedral de Petrópolis-RJ

Catedral de São Pedro de Alcântara, a Catedral de Petrópolis-RJ

Share on facebook
Compartilhar
Share on twitter
Tweetar
Share on pinterest
Salvar
Share on whatsapp
Enviar

Não é à toa que Petrópolis, localizada na região serrana do Rio de Janeiro, segue encantando à todos que a visita, a cidade possui um bonito e conservado centro histórico e suas origens remontam à época em que o Brasil vivia em regime de monarquia. Uma das obras primas da cidade é a Catedral de São Pedro de Alcântara, conhecida como a Catedral de Petrópolis, um lugar que encanta até os mais descrentes. A catedral fica no coração do centro histórico da cidade e foi construída graças aos esforços da Princesa Isabel, sendo a construção inspirada na arquitetura francesa.

História

A Catedral de Petrópolis teve sua construção iniciada em 1884 , em estilo neogótico, inspirada na arquitetura francesa, estilo que estava em moda na época. Antes da catedral ser construída, havia uma pequena capela que ficava em frente ao Palácio Imperial, que foi palco de importantes acontecimentos ligados à nossa história religiosa.

Apesar da construção da catedral constar no Plano Diretor da cidade desde o planejamento de Júlio Frederico Koeller, a construção de um novo templo caiu no esquecimento, sendo que o projeto foi retomado graças ao empenho da Princesa Isabel, que insistiu junto à seu pai, o imperador Dom Pedro II a necessidade de construir um novo templo.

Catedral de São Pedro de Alcântara - Catedral de Petrópolis-RJ

Assim, ela solicitou providências ao Conselheiro Bernardo Avelino Gavião Peixoto, Presidente da Província do Rio de Janeiro, que encarregou o engenheiro Francisco Caminhoá de elaborar um projeto para a construção do templo, em 1884. Com o passar dos anos, a obra estava sendo executada lentamente, se arrastando até 1892. A partir deste ano, obra ficou parada por 9 anos.

Em 1901, Monsenhor Teodoro da Silva Rocha prometeu o reinício das obras, contando com o apoio da Princesa Isabel que, exilada da França, autorizou a venda dos terrenos vizinhos e aplicação do Engenheiro Heitor da Silva Costa. Em 29 de novembro de 1925, a Catedral de Petrópolis foi solenemente inaugurada, embora inacabada, após mais de 40 anos de esforços.

Catedral de São Pedro de Alcântara - Catedral de Petrópolis-RJ

Em 1929, o Padre Francisco Gentil Costa iniciou uma campanha para a conclusão da fachada, das Capelas Batismal e Imperial e mais quatro pavimentos da torre. Esta etapa de obras foi concluída em dezembro de 1939, ocasião em que foi inaugurado o mausoléu dos imperadores. Para finalizar a construção, faltava o levantamento da torre e a colocação dos sinos, que foi conseguido em 1969, graças à outra campanha, desta vez liderada pelo Padre Manuel Pedro da Cunha Cintra.

Uma outra curiosidade que tem a ver com a Princesa Isabel é o extenso nome que ela possui: ela se chama “Isabel Cristina Leopoldina Augusta Micaela Gabriela Rafaela Gonzaga de Bourbon-Duas Sicílias e Bragança”, pensa em um nome longo.  🙄

Catedral de São Pedro de Alcântara - Catedral de Petrópolis-RJ

A visita à Catedral de Petrópolis

Na minha chegada à cidade, eu fiquei encantado com a Catedral de Petrópolis logo na primeira vez que a vi. Passei por várias vezes na porta dela, durante o dia e também durante à noite, que é quando ela fica ainda mais linda, toda iluminada. Programei um dia para conhecer o centro histórico a pé, neste dia reservei um tempo para conhecer melhor a catedral.

Catedral de São Pedro de Alcântara - Catedral de Petrópolis-RJ
Catedral de São Pedro de Alcântara - Catedral de Petrópolis-RJ

Pra você ter uma ideia das dimensões da construção, só as portas de entrada do templo pesam mais de duas toneladas, a torre principal possui 70 metros de altura e abriga um carrilhão de cinco sinos de bronze fundido, trazidos da Alemanha. Algo que me encantou na parte interna foram os vitrais, que retratam as imagens de Cristo, da Via-Sacra e da Sagrada Família. A entrada da luz solar pelos vitrais deixa o ambiente ainda mais belo, com reflexos coloridos.

Belíssimos Vitrais
Interior da Igreja

O ambiente interno da Catedral de Petrópolis possui um canto gregoriano ao fundo, criando um clima de paz e mistério. Alguns detalhes merecem ser observados como os confessionários, feitos de madeira talhada, o órgão, composto por 33 registro, 3 teclados manuais, 1 pedal e 2227 tubos, sendo que os maiores medem 7 metros de altura, a Capela do Batistério e o Altar-Mor. O interior da catedral abriga uma bonita escultura da São Pedro de Alcântara, o padroeiro de Petrópolis e do Brasil.

O Mausoléu Imperial também pode ser visitado por todos, está em uma capela na parte interna da igreja. Lá estão os restos mortais do imperador D. Pedro II, da imperatriz D. Tereza Cristina, da princesa Isabel e do Conde d’Eu. O interessante é que sobre as lápides, foram construídas esculturas em tamanho real das personalidades, despertando ainda mais a curiosidade dos visitantes.

Catedral de São Pedro de Alcântara - Catedral de Petrópolis-RJ
Mausoléu Imperial
Mausoléu Imperial

Outra atividade que pode ser aproveitada durante à visita é a subida até a torre do sino, de onde se tem uma bonita vista panorâmica para a cidade, além de ver de perto os enormes sinos, tão potentes que podem ser ouvidos de pontos distantes da Catedral de Petrópolis. A subida é paga, cerca de R$10 onde podem subir até 15 visitantes por vez.

A visita à Catedral de Petrópolis é gratuita e vale muito a pena, é um lugar de paz e reflexão, além de ser parte importante na história de Petrópolis e do país. A Catedral está localizada na Rua São Pedro de Alcântara 60, no Centro de Petrópolis. A visita pode ser realizada diariamente de 8h às 18h, sendo que as visitas à torre acontecem de terça feira à sábado, das 10h às 17h.

Catedral de Petrópolis
Rua São Pedro de Alcântara 60
Centro – Petrópolis-RJ
(24) 2242-4300
Site Oficial

Viagem realizada em janeiro de 2019

Logo Localiza Hertz

A viagem à Petrópolis teve o apoio da Localiza Hertz, viajei em uma EcoSport Titanium 2019 automática e a experiência foi fantástica. A empresa trabalha com veículos novos, um grande diferencial na hora de reservar o seu veículo. Acesse o site e confira as opções.

AQUI COMEÇA A SUA VIAGEM:

🏨 Reserve HOTÉIS com o BOOKING

🚙 Alugue VEÍCULOS com a RENTCARS.

👨‍⚕️ Faça um SEGURO com a REAL SEGURO VIAGEM.

✈️ Compre PASSAGENS AÉREAS com a PASSAGENS PROMO.

🎫Compre INGRESSOS com a GET YOUR GUIDE

🛬 Solicite INDENIZAÇÕES com a RESOLVVI.

André Morato
André Morato
Nasci em Divinópolis, interior de Minas Gerais, onde moro atualmente. Sou solteiro, colunista, blogueiro, viajante, designer gráfico, agente de turismo... (Oferecimento: Bombril. 1001 utilidades!). Apaixonado por viagens e por fotografia. Viajei para vários lugares no Brasil e no mundo mas confesso, tem muita coisa que ainda quero conhecer. Criador e editor deste blog. Saiba mais...

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Busca no Blog

Sobre o autor

André Morato

André Morato

Sou digital influencer, designer gráfico, blogueiro, viajante e criador e editor deste blog, além de fotógrafo nas horas vagas.  Apaixonado por viagens, fotografia e gastronomia, mantenho, além deste blog, um perfil de gastronomia na minha região (O Casal de Divi) junto com minha namorada.

POSTS EM DESTAQUE

Assine nossa newsletter

Cadastre-se em nossa Newsletter para receber novidades do blog e dicas para as suas próximas viagens!

últimas postagens

fazemos parte

Busca no Blog

Sobre o autor

André Morato

André Morato

Sou digital influencer, designer gráfico, blogueiro, viajante e criador e editor deste blog, além de fotógrafo nas horas vagas.  Apaixonado por viagens, fotografia e gastronomia, mantenho, além deste blog, um perfil de gastronomia na minha região (O Casal de Divi) junto com minha namorada.

POSTS EM DESTAQUE

Assine nossa newsletter

Cadastre-se em nossa Newsletter para receber novidades do blog e dicas para as suas próximas viagens!

últimas postagens

fazemos parte