Festa do Rosário de Dores do Indaiá-MG

A tradicional festa completou 187 anos em 2019 e recebeu mais de 40 ternos

Festa do Rosário de Dores do Indaiá-MG

Dores do Indaiá é uma cidade mineira, localizada na região centro oeste do estado, que possui cerca de 14 mil habitantes. O município é responsável por receber uma das maiores festas de reinado / congado de Minas Gerais, a Festa do Rosário de Dores do Indaiá, que  em 2019 recebeu mais de 40 ternos de congado, diversos visitantes e grande participação dos moradores.

A tradicional celebração completou 187 anos de existência neste ano de 2019, uma dança de origem africana criada para recordar as lutas entre pagãos e cristãos, trazida para o Brasil pelos catequistas Jesuítas. Após alguns anos planejando participar da festa, consegui estar em Dores do Indaiá durante dois dias e fiquei impressionado com tamanha participação da população e de congadeiros, uma festa muito bonita e com grande riqueza cultural.

A Kaká possui parentes que moram em Dores do Indaiá e participam da festa todos os anos, algo que necessita de muita dedicação, força de vontade, fé e devoção. Se você já participou da festa em alguma oportunidade, tenho certeza que ficou no mínimo impressionado com o cuidado no preparo das roupas, do sincronismo das danças e da fé de quem passa 4 dias dançando durante todo o tempo. Mas se você nunca participou e não tem ideia de como é a festa, vou explicar para vocês neste post.

Festa do Rosário de Dores do Indaiá-MG Festa do Rosário de Dores do Indaiá-MG Festa do Rosário de Dores do Indaiá-MG

Festa do Rosário de Dores do Indaiá

A Congada é uma dança marcante, que une cantos com diversos instrumentos como reco-reco, caixas, violas, sanfonas e tambores. A festa da Congada e a festa do Reinado se unificaram, ambas relembram um passado que já existiu no Brasil, na época do Brasil colônia e império. Negros e índios eram tratados com grande desumanidade, e a festa relembra todos os movimentos em prol das mudanças e das leis impostas pelo povo, pelos comandantes da época.

Festa do Rosário de Dores do Indaiá-MG Procissão Danças típicas Festa do Rosário de Dores do Indaiá-MG

Um pouco da história

A Festa do Rosário de Dores do Indaiá se tornou assídua a partir de 1936, porém a dança conga existe desde 1832, época em que o antigo Arraial da Boa Vista – antigo nome de Dores do Indaiá – foi fundado. De 1936 pra cá, a festa foi proibida durante alguns anos pelo Bispo D. Manuel Nunes Coelho, devido ao fato da liturgia da Igreja não compreender as danças em festas religiosas.

Nesta época, quando esta notícia chegou à Dores do Indaiá, católicos praticantes, que haviam feito promessas de dançar, revoltaram-se contra o vigário e o Bispo e construíram sua própria igreja. Chamaram padres da Igreja Brasileira e realizaram a festa, com procissões, danças e tudo mais. Passados alguns anos, o Bispo voltou atrás em sua decisão, e permitiu novamente as festas tradicionais.

Festa do Rosário de Dores do Indaiá-MG Festa do Rosário de Dores do Indaiá-MG Festa do Rosário de Dores do Indaiá-MG

Durante este período, aconteceram divergências entre a Igreja Católica e a fundação da Igreja Brasileira. Livros que contam a história do município relatam as lutas no passado para a construção da pequena capela, coberta de capim, onde hoje está construída a belíssima Igreja de Nossa Senhora do Rosário.

Com o passar dos anos, donativos e auxílios eram arrecadados durante a festa e em 1867 conseguiram construir uma nova capela na atual Praça do Santuário, terminada em 1875. Em 1898 foi construída uma nova capela de Nossa Senhora do Rosário, concluída em 1905. Esta capela foi demolida alguns anos depois, quando a atual Igreja foi construída ao lado, uma construção iniciada em 1956.

Festa do Rosário de Dores do Indaiá-MG Pérolas do Rosário - Festa do Rosário de Dores do Indaiá-MG Festa do Rosário de Dores do Indaiá-MG

A festa atualmente

A Festa do Rosário de Dores do Indaiá se inicia todos os anos (geralmente na sexta feira) às 2h com a Alvorada festiva dos congadeiros, com as guardas saindo pelas ruas para anunciar que o início da festa está próximo. Às 6h acontece a abertura oficial da festa, com todas as guardas se reunindo na porta da Igreja do Rosário, para acompanhar o hasteamento dos mastros de todos os Reinos.

Ternos participando da festa Festa do Rosário de Dores do Indaiá-MG Procissão

No segundo dia de festa, uma santa missa solene é celebrada às 10h na Igreja do Rosário. Às 17h, acontece o que eu considero a parte mais interessante de quem deseja participar da festa, a procissão com as imagens de Nossa Senhora do Rosário, São Benedito e Santa Efigênia.

Nesta procissão, todos os ternos se apresentam, uma ótima oportunidade de ver todos eles de perto. Eles partem do Morro da Capelinha e vão até a Praça do Rosário, onde está a Igreja. No fim da procissão, acontece a coroação de Nossa Senhora do Rosário e uma grande queima de fogos é realizada.

Moçambique durante procissão
Procissão
Procissão
Procissão
Festa do Rosário de Dores do Indaiá-MG
Procissão
Festa do Rosário de Dores do Indaiá-MG
Procissão
Igreja de Nossa Senhora do Rosário - Dores do Indaiá-MG
Igreja de Nossa Senhora do Rosário
Festa do Rosário de Dores do Indaiá-MG
Queima de fogos no segundo dia de festa

No terceiro dia de festa, há missa às 7h e às 9h. Às 15h30, acontece o passamento das coroas e pagamento de promessas na Igreja do Rosário. No último dia da Festa do Rosário de Dores do Indaiá, uma missa em ação de graças é realizada, junto ao encerramento da festa e a descida dos mastros.

Durante a festa, muitas famílias oferecem café e almoço para os ternos, seja para pagar as suas promessas ou apenas pela tradição festiva. Tive a oportunidade de participar e ajudar na preparação de um café da manhã para um dos ternos participantes da festa, uma mesa farta de delícias, tudo preparado com muito carinho pelos moradores. Como agradecimento, o terno faz apresentações, com cânticos e agradecimentos ao redor da mesa.

Café para os ternos
Mesa de comida para os ternos
Café para os ternos
Mesa de comida para os ternos

A Festa do Rosário de Dores do Indaiá acontece todos os anos na primeira quinzena de agosto e reúne cerca de 30 mil pessoas nas ruas da cidade, para louvar e reverenciar Nossa Senhora do Rosário, São Benedito e Santa Efigênia. Esta festa é, sem dúvidas, uma das grandes riquezas de Minas Gerais e vale a pena conhecer.

Se pretende participar da festa nos próximos anos, a melhor opção de hospedagem na cidade é o Hotel Regina Palace, reserve com antecedência já que a cidade carece de leitos. Caso pretenda conhecer a cidade fora da época da festa, aqui tem um roteiro com dicas do que fazer na cidade, confira.

Igreja Matriz de Nossa Senhora das Dores - Dores do Indaiá-MG
Igreja Matriz de Nossa Senhora das Dores

Viagem realizada em maio de 2016

 ➡ AQUI COMEÇA A SUA VIAGEM:

💡 Reservando através dos nossos links, nós ganhamos uma comissão, você não paga nada a mais por isso e ainda nos ajuda a continuar no ar, dando dicas de viagem.
🏨 Reserve a HOSPEDAGEM da sua próxima viagem com o Booking.
🚗 Alugue um CARRO com a RentCars em qualquer lugar do mundo e pague em até 12x sem juros no cartão de crédito e sem IOF. Desconto de 5% no boleto.
✈️ Pesquise PASSAGENS AÉREAS com a Passagens Promo, com pagamento em até 6x sem juros. 
🛄 Antes de embarcar, não esqueça de fazer o seu SEGURO VIAGEM, ele é obrigatório em alguns países da Europa e altamente recomendo em qualquer viagem que você faça. Faça uma cotação com a Real Seguro Viagem e aproveite. 
💳 Quer evitar filas para COMPRAR INGRESSOS? Compre online com a Get Your GuideTour On
✈️ Teve algum IMPREVISTO COM COMPANHIAS AÉREAS? (voo cancelado, atrasado, perda de conexão, overbooking ou extravio de bagagem) Faça uma consulta gratuita com a Resolvvi e veja se tem direito a indenizações. Você só pagará pelo serviço se ganhar a indenização.

+ Conteúdo de Dores do Indaiá e arredores:

📝 Um passeio por Dores do Indaiá
– Festa do Rosário
Hotel Regina Palace
🛣 Nos Arredores de Dores do Indaiá
Divinópolis: O que fazer
Leandro Ferreira, uma cidade religiosa
Bom Despacho, a cidade sorriso
André Morato
Nasci em Divinópolis, interior de Minas Gerais, onde moro atualmente. Sou solteiro, colunista, blogueiro, viajante, designer gráfico, agente de turismo... (Oferecimento: Bombril. 1001 utilidades!). Apaixonado por viagens e por fotografia. Viajei para vários lugares no Brasil e no mundo mas confesso, tem muita coisa que ainda quero conhecer. Criador e editor deste blog. Saiba mais...

3 COMENTÁRIOS

  1. A festa é muito top. E apesar de participar dela há muitos anos, não conhecia quase nada dessa parte histórica descrita. Parabéns pela matéria. E as fotos também ficaram muito legais.

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.