A encantadora cidade de Delft, Holanda

A cidade é famosa pela venda de porcelana azul e branca e já fi cenário de um filme

A encantadora cidade de Delft fica entre as cidades de Roterdã e Haia, capital política da Holanda. A cidade é famosa pela porcelana azul e branca que pode ser comprada na maioria das lojas do ramo nos arredores da praça central. Apesar de ser fora do circuito turístico da grande maioria, vale muito a pena a visita à cidade de Delft principalmente pelos seus charmosos canais.

O que fazer em Delft

Um dos destaques desta bela cidade é a Oude Kerk, uma igreja construída no século XIII, no ano de 1246. Primeiro porque é lá que está o túmulo do respeitado artista da cidade, Jan Vermmer. A igreja é atração também por outro motivo, a torre dela está completamente torta. A torre foi cedendo com os anos, porém os moradores afirmam que não há riscos para quem passa por perto. Espero que você não vá visitar esta igreja em um domingo pois a encontrará fechada. Fique atento!

Oude Kerk
Oude Kerk

Outro local que é destaque na cidade é a Nieuwe Kerk, também conhecida como igreja nova. Apesar do nome “igreja nova” esta foi construída em 1496. A torre desta igreja tem mais de 100 metros de altura e de lá, pode-se ter uma vista deslumbrante de Delft e seus arredores.

Assim como na igreja velha, esta igreja também não abre aos domingos. A igreja nova fica na praça central da cidade, onde também se localizam a Catedral e a Câmara Municipal da Cidade. As torres da Catedral também podem ser visitadas, lembrando que, até o alto da torre são 375 degraus, totalizando 750 degraus (ida e volta).

Apesar da quantidade de degraus eu recomendo a subida, pois vale muito a pena. Dizem que, em dias de tempestade, o local mais seguro para se ficar é nesta torre, pois, ela já foi atingida por um raio e, como dizem que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar… (entenderam? Sim foi uma péssima piada)

Praça Central de Delft com a Câmara Municipal ao fundo
Nieuwe Kerk

Quanto à gastronomia, como passei apenas um dia na cidade (é o que eu recomendo à todos), comi apenas um pescado, em uma lojinha próxima a praça central de Delft. Feito na hora, quentinho, bem temperado. Não tenho nada a reclamar. Fui em uma loja também que tem um Sapatão amarelo (no bom sentido) na porta da loja e comprei uma caixa de biscoitos de canela que eram vendidos em uma caixa metálica azul.

Como a caixa era muito bonita, imaginei um belo presente para um amigo. Porém quando cheguei no Brasil, não me aguentei de curiosidade e abri a caixa para experimentar. Olha, não me arrependi pois nunca comi um biscoito tão delicioso em toda minha vida. Muuuuuito saboroso, me dá até água na boca só de lembrar. Abaixo está a tal foto da embalagem que mencionei. Vou postar pois, caso alguém vá a Delft, traga umas 5 pra mim. (rsrsrs folgado)

Embalagem do meu presente

A cidade possui, oficialmente cerca de 750 anos porém, já havia sido mencionada no ano de 1062. Tem arquitetura típica tradicional. O nome Delft significa “buraco” pois a cidade está ~-6,5mts abaixo do nível do mar. Dentre os vários canais da cidade, o mais famoso é o mais antigo deles, conhecido como “Old Delft” ou “The Old Delft”.

Um dos vários canais de Delft

Durante minha visita à cidade, como sempre fiz novas amizades. Conheci um casal que mora no México, na capital Cidade do México e foram muito simpáticos.

Amigos mexicanos

Conheci também a Carolina Pacelli, brasileira que também estava em viagem à Europa.

Praça Central de Delft com Carol Pacelli

Pra quem quiser saber um pouco mais sobre Delft, o filme Moça com Brinco de Pérola, protagonizado por Scarlett Johanson, retrata a cidade. O filme é uma ficção baseada na vida do pintor Johannes Vermeer, que nasceu e viveu em Delft.

Pra encerrar vou postar esta foto que tirei de uma família holandesa passeando na neve. Duas crianças lindas e gostei demais da foto.

Viagem realizada em dezembro de 2010


Confira também

Norte da Europa, Marken e Volendam, Holanda


—————Curta nossas redes sociais—————
Facebook – Twitter – Instagram – Youtube – Flickr – Feed

André Morato
Nasci em Divinópolis, interior de Minas Gerais, onde moro atualmente. Sou solteiro, colunista, blogueiro, viajante, designer gráfico, agente de turismo... (Oferecimento: Bombril. 1001 utilidades!). Apaixonado por viagens e por fotografia. Viajei para vários lugares no Brasil e no mundo mas confesso, tem muita coisa que ainda quero conhecer. Criador e editor deste blog. Saiba mais...

7 COMENTÁRIOS

  1. Oi André,

    Adorei o seu texto e as suas fotos!!! Moro em Delft desde o final de 2009 e acredito que tenha feito um bom relato desta cidadezinha “gezellig” (aconchegante, “cozy”). De todos os lugares que visitei aqui na Holanda, Delft ainda é o meu favorito! Num próxima vez que vire para cá, você precisa provar as “pannenkoeken” (panquecas) e, claro, os “stroopwafels”. Acredito que não tenha tido tempo de visitar, mas o “museu” do Vermeer também vale muito a pena! Digo “museu” (entre aspas), porque não é bem um museu, é uma galeria em que se encontram fotos de todas as obras do Vermeer. Achei maravilhoso!!! Há outros museus aqui para serem visitados também, mas para quem só está de passagem, recomendo ir aos museus de Amsterdam ou Rotterdam. Abraços! =)

    • Muito Obrigado Ana. Deve ser um privilégio morar em Delft. Gostaria muito de voltar no verão, a cidade deve ser mais linda ainda. Obrigado pela visita e volte mais vezes.
      Obs: Tentei acessar o teu blog mais não estou conseguindo. Não abre.

  2. Cara, e ai me conte mais. Sou interiorana quero desbravar o mundo mas nunca mudei nem de estado! ME ajude aii!!
    Você fala inglês? Quanto saiu a viagem para Holanda?? E pq vc só recomendou passar um dia em Delf? hhahshusah

    • Oi Elisabete.
      EU falo inglês, porém o básico, para sobreviver nas viagens, rsrsrs.
      Fiz um tour pela Europa, não fui somente na Holanda.
      Recomendei só 1 dia em Delft pois dá pra conhecer a cidade em 1 dia.

Comente!